quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Nós não causamos o aquecimento global

Muito alarde tem sido feito na mídia mundial a respeito do aquecimento global originado das atividades humanas, no qual o dióxido de carbono, CO2, é apontado como principal responsável pela retenção de energia térmica no planeta Terra; contudo, poucas vezes lemos análises quantitativas e qualitativas com relação aos gases que compõe a atmosfera terrestre.

A composição química de nossa atmosfera, até 80 km de altitude, é a seguinte: nitrogênio 78,0084%, oxigênio 20,9460%, gás Argônio 0,9340% e 0,036% de outros gases (hélio, criptônio, xenônio, CO2, metano, etc). A fração de gás carbônico na atmosfera é comparativamente ínfima, porém muito importante, de modo que vale a pena citarmos que ele representa cerca de 0,005% doa ar que respiramos. Devido à sua diminuta presença no ar, a unidade de medida usada pelos cientistas para medir o gás carbônico na atmosfera é o PPM, ou seja, partes por milhão. Nessa escala, o CO2 representa 5x10 PPM da atmosfera terrestre, ou seja, de cada um milhão de litros de ar, aproximadamente 50 litros são CO2. Para fins de comparação, 780 mil litros são de nitrogênio, 210 mil litros de oxigênio, 10 mil litros de argônio e 310 litros de outros gases, acima citados.

É digno de nota que a natureza libera 150 gigatons de CO2 na atmosfera (erupções vulcânicas, por exemplo) enquanto as atividades humanas liberam apenas 7 Gigatons, o que revela a relativa insignificância das atividades antropogênicas na liberação deste gás do efeito estufa.

Em termos qualitativos, o CO2 representa a base de todos os açúcares, pois é a partir da união de uma molécula de água à uma molécula de CO2, através da fotossíntese, que as plantas sintetizam a glicose, o mais simples dos açucares, o qual é a base de todos os açucares mais complexos como a sacarose e o amido, utilizados como combustíveis em nossas células.
Em síntese, podemos dizer que a água representa para a química inorgânica o mesmo papel fundamental que o CO2 representa para a química orgânica.

Portanto, da próxima vez que vocês ouvirem que uma molécula fundamental à vida animal e vegetal, a qual constitui apenas 0,005% da nossa atmosfera está causando o aquecimento global, sugiro que vocês questionem quem tem a ganhar e quem tem a perder com a tal teoria do aquecimento global produzido pelas atividades humanas. O recado já está dado. Agora, eu gostaria de ouvir a opinião de vocês!

3 comentários:

  1. Acredito no que está escrito aí. Nunca tinha pensado nisso. Porém acho que nós temos tambem a ganhar com a teoria do aquecimento global. Pois assim as industas e os carros parariam de poluir o meio ambiente (ou pelo menos deveriam). O CO2 pode ser inofensivo, mas outras substancias não. Podem nao provocar o efeito estufa, mas faz mal a nossa saude. Então acho que tenho a ganhar com essa teoria, pois se ela continuar existindo e enganando as pessoas, pode ser que com o medo as industrias e os fabricantes de carros se conscientizassem, mesmo sabendo que isso nao vai acontecer, pois só pensam no lucro deles. Mas não custa não ter esperanças.

    A teoria pode nao ajudar em nada, mas também não está atrapalhando.

    ResponderExcluir
  2. André Luiz Neves16 de julho de 2011 01:59

    Caro Sergio.
    Me diga vc sabe qual é a taxa de transformação de luz visivel em calor pelo CO2 quando esta luz o atravessa. E o outro efeito é que a luz comum ao ser refletida pelo solo, se torna infra-vermelha e nesta frequancia ela é opaca para o infravermelho e isso faz a luz infravermelha se tranformar em Calor.E é essa pequena quantidade de CO2 que produz muito efeito de aquecimento. E sugiro que questiona quem esta finaciando os negadores do Aq.Global. São as empresas de petroleo ,elas vão perder mais dinheiro que o que vc sugere.

    ResponderExcluir
  3. Caro André Luiz,

    Mais de 97% das emissões de gás carbônico são naturais, provenientes dos oceanos, vegetação e solos, cabendo ao Homem menos de 3%, total que seria responsável por uma minúscula fração do efeito estufa atual, algo em torno de 0,12 % (Molion, 2007). Então, se for pelo lado do CO2, nós não estamos causando o aquecimento global, se é que este existe de fato.

    ResponderExcluir